Alimentos orgânicos: 9 motivos para consumir (com urgência)

Ainda me surpreendo quando escuto alguém afirmando que “comer orgânicos é moda”. Ou “frescura”. Ou “coisa de gente natureba”. Ouço isso com frequência e fico assustada, com medo mesmo. O Brasil, de acordo com o Segundo o Ministério do Meio Ambiente, é o  maior consumidor de agrotóxicos do pla-ne-ta.  O contexto é bem crítico: por aqui são consumidos 14 diferentes tipos de venenos que já foram proibidos em vários outros países.

Maçã, morango, pimentão, cereja, alface, cenoura, pera, uva, espinafre e abóbora, queridinhos da nossa mesa, são, segundo a Sociedade Nacional de Agricultura, os alimentos que mais acumulam resíduos de agrotóxicos. E não, não sai durante a lavagem.

{Entenda: “Produto orgânico é todo aquele – animal ou vegetal – obtido sem a utilização de produtos químicos ou de hormônios sintéticos que favoreçam o seu crescimento de forma não natural. O solo é a base do trabalho orgânico. No caso do vegetal, o solo deixa de ser um mero suporte para a planta, tornando-se sua fonte de nutrição – livre de produtos agrotóxicos, pesticidas, adubos químicos ou sementes transgênicas. No caso dos animais, sua criação é feita sem o uso de hormônios de crescimento, anabolizantes ou outras drogas como os antibióticos.”**}

Motivos  não faltam para provar que optar por alimentos orgânicos não é um modismo, mas uma urgência. Aqui, uma lista com argumentos importantes para começar a consumir orgânicos já! Compartilhe estas informações com os amigos, a família, os colegas de trabalho. Todos correm perigo!

1 | “Não há um único brasileiro que não esteja consumindo agrotóxico. Viramos mercado de escoamento de veneno recuado pelo resto do mundo.” – Guilherme Franco Neto, médico e  assessor de saúde ambiental da Fundação Oswaldo cruz.

2 | Cuidado: no caso de frutas, legumes e vegetais, os resíduos químicos não saem na lavagem!

3 |  Alimentos orgânicos tem maior valor nutritivo e 60% a mais de antioxidantes importantes.

4 | Estudos apontam que o uso dos agrotóxicos nos alimentos está intimamente ligado a vários tipos de câncer e outras doençasVale até a leitura do posicionamento do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), órgão do Ministério da Saúde, em relação ao uso de agrotóxicos. 

5 | Pelo planeta: a agricultura orgânica respeita o equilíbrio da natureza, conservando a vida animal e vegetal.

6 | Ajuda a economia local e pequenos agricultores. A produção orgânica, normalmente, vem de pequenos núcleos familiares que tem na terra/sítio a sua única forma de sustento. Consumir orgânicos, portanto, ajuda pequenos agricultores e fomenta a economia local.*

7 |  Economiza energia! O cultivo orgânico dispensa os agrotóxicos e adubos químicos, utilizando intensamente a cobertura morta, a incorporação de matéria orgânica ao solo e o trato manual dos canteiros. É o procedimento contrário da agricultura convencional que se apoia no petróleo como insumo de agrotóxicos e fertilizantes e é a base para a intensa mecanização que a caracteriza.*

8 | O consumo de alimentos orgânicos por crianças indica estar associado ao menor risco de  atopia (alergias) até os 2 anos de idade. *

9 | Pelo seu paladar: alimentos orgânicos tem o sabor e o aroma são mais intensos que, quando há agrotóxicos ou produtos químicos. Esses venenos podem alterá-lo.

** Fontes: Ministério do Meio Ambiente | Cartilha da Sociedade Nacional de Agricultura | INCA | Sociedade Nacional de Agricultura |  Fundação Oswaldo cruz

#nutrição #Orgânicos #Saúde