Fora de curva: como funcionam as máscaras de cílios naturais-limpas e veganas + opções para comprar



O apego à performance (fixação, pigmentação e resistência à prova d'água) das máscaras de cílios convencionais sempre foi um obstáculo para muitas pessoas trocarem esse item, que é tão emblemático na maquiagem, pelas versões mais naturais. Se no passado as fórmulas naturais eram seguras, mas derrapavam nesses critérios, hoje a inovação já fez com que elas evoluíssem e conquistassem mais espaço pelos necessaires de todos os estilos.


Nesta reportagem, você confere uma curadoria de sete marcas que transitam por fórmulas naturais, cleans e veganas. Mas, antes, vamos entender como a lógica de uma composição natural do famoso "rímel" funciona?



Como funciona a fórmula limpa e natural de uma máscara de cílios?


Segundo a dermatologista Marcela Meissner, as máscaras de cílios com formulação natural vão além da função da maquiagem. “Esses produtos trazem ação de tratamento para os cílios. Ingredientes como óleo de açaí, de castanha-do-pará, rícino, pracaxi, por exemplo tem ação nutritiva, hidratante, antioxidante e que estimulam o crescimento dos fios. Trata-se de produtos de origem controlada, com composição balanceada e adequada ao nosso organismo e do meio ambiente.”

“O maior desafio de uma máscara natural sem dúvida é a fixação nos cílios, uma vez que não se usa derivados de petróleo em sua composição" - Luísa Baims, CEO da Baims.

Patricia Carmargo, da Care Natural Beauty, completa, que o desafio vai além. "O impacto da grande indústria vai da matéria-prima inicial ao “descarte” do produto. Então é importante pensar na evolução da performance sim, mas sem tirar o foco do cuidado em cada etapa da fabricação".

Raio-x: fórmula convencional x limpa



Se nas fórmulas convencionais, as ceras de origem animal, petrolatos, parafinas e compostos PEG têm o papel de dar consistência à fórmula, fixar o produto e dar o efeito impermeabilizado aos cílios, nas versões limpas as soluções vem da natureza e cada vez mais associadas à tecnologia.


"As formulas limpas, buscam a combinação dos óleos, resinas e pigmentos naturais que juntam conferem o efeito nos cílios", explica Damaris Harder, química industrial e P&D de Cosméticos.

São alguns deles: ceras vegetais (Carnauba, Candelila e Arroz), óleos vegetais de Ricino, Semente de uva, Jojoba e Pracaxi. "Esses ingredientes, além de atuarem no desempenho da composição, ainda tratam os fios, pois conferem propriedades nutritivas e condicionantes", ressalta Damaris.

Como destrinchamos no post da série "Anatomia de uma máscara de cílios convencional", para conservar e estender a validade da máscara, a grande indústria utiliza amplamente os parabenos – substâncias sintéticas tóxica associadas a alergias de pele, disruptor endócrino etc. Já nas composições mais limpas, a função é feita por conservantes naturais, como subprodutos de óleos vegetais, como o caprylic triglycerde (obtido através do coco), hidrolato de sálvia esclareia, tocoferol (vitamina E).

O pigmento é outra parte fundamental da composição da máscara de cílios. No caso das convencionais são usados corantes sintéticos geralmente carregados de metais pesados, como chumbo, níquel, mercúrio – que têm efeitos cumulativos no organismo. Já nas fórmulas clean são empregados pigmentos minerais seguros e livre de níveis prejudiciais de metais pesados.

Máscara de cílios caseira, pode?


Se você já se deparou com uma receita de máscara de cílios na internet, vale repensar.


“Acho importante essa busca por mais autonomia na formulação dos próprios cosméticos, mas no caso das máscaras de cílios o cuidado deve ser redobrado por se tratar de uma região muito sensível. Fico apreensiva em relação aos cuidados com contaminação", diz Marcela Meissner, dermatologista.


Com tantas opções de fórmulas limpas disponíveis no mercado, ela - e nós aqui de A Naturalíssima corroboramos - prefere escolher e indicara aquelas que já foram testadas clinicamente e são totalmente seguras para todas as formas de vida.


Máscaras de cílios para comprar: avaliação de sete marcas mais limpas disponíveis no Brasil


Antes de escolher, a dica é colocar na balança os prós e contras de cada versão. E, para quem não abre mão desse item na rotina, quem sabe o caminho do meio: uma opção natural para o dia a dia e outra convencional para ocasiões que exigem uma durabilidade extra? Para quem não liga, talvez a alternativa seja realmente dispensar esse produto.


Na galeria abaixo, *sete opções. Passe para o lado para conferir a avaliação delas a partir da nossa pesquisa + impressões pessoais de convidadas.



Um conteúdo exclusivo A Naturalíssima Reportagem: Karen Faccin Edição: Marcela Rodrigues

Arte: Marília Senoff

*Os preços e informações desta curadoria foram pesquisados entre julho\agosto\2021.