benzofenona 3: os riscos do filtro químico mais popular do mundo

Filtro solar é um tema delicado no universo do skin care natural e sustentável e já falamos aqui sobre como montar uma rotina de proteção solar consciente, que vai muito além da escolha da fórmula de um filtro. Mas entender o motivos de tantas críticas a um dos filtros químicos mais usados do mundo (e, logo, presente em tantas marcas reconhecidas e populares) é importante no momento de fazer a escolha consciente e responsável – principalmente quando, para a maioria da população, é a alternativa principal ou até única.

A benzofenona 3

Tão presente em amostras coletadas em água de piscina e mares, a benzophenona 3 é o mais usado no mundo por alguns motivos: “a eficácia, já que ele tem ampla faixa de proteção tanto pra UVA quanto UVB; e é relativamente mais barato que os outros. Além disso, e cosmeticamente bem aceito por pessoas de diferentes tipos de pele”, afirma a dermatologista Patricia Silveira – que assina comigo a série no Instagram #listatóxicadabeleza.

Nos rótulos: além de Benzophenona\benzofenona 3, também pode aparecer como Oxibenzona e Benzophenone.

benzofenona 3: os riscos

Na saúde // Em um pesquisa recente feita nos EUA, 97% das pessoas analisadas eliminaram benzophenona 3 na  urina, além de ter sido encontrada em amostras de leite materno. A benzofenona está envolvida em reações alérgicas (ela não é tão estável e, por isso, é combinada a outros filtros químicos) e como diruptor hormonal. Segundo alguns estudos, parece reagir ao cloro das piscinas, tornando a água mais tóxica.

No meio ambiente // Está relacionada diretamente no prejuízo da vitalidade dos corais e na reprodução de fitoplânctons.



View this post on Instagram


A post shared by marcela rodrigues 👁🌙 (@anaturalissima)


E agora?!

A primeira regra relacionada à proteção solar é: USE! Não deixe de usar porque um ingrediente está sendo alvo de pesquisas – afirmo isso no caso de um item que faz parte da segurança da nossa saúde, já que o Brasil é um País com alto índice de câncer de pele.

Uma opção é dar preferência aos físicos. E até mesmo, para reduzir o uso dos químicos no dia a dia, alternar os dois tipos). Por exemplo: um físico no rosto e, em viagens e passeios, químico no corpo. Como já contei aqui, no dia a dia, até a maquiagem pode ajudar a criar uma camada de proteção.  Informação não é para alarmar, mas para ajudar vocês a fazerem escolhas conscientes.

#listatóxicadabeleza #belezatóxica #ingredientes