top of page

Da carne ao tofu, compare a pegada de carbono dos alimentos




As nossas escolhas alimentares impactam diretamente e intimamente na crise climática pela qual estamos passando. Do tipo de manejo do solo à cultura do desperdício, há muitos vieses a serem debatidos nesta relação. Uma delas é curiosa: você já pensou na pegada de carbono dos alimentos, sobretudo das proteínas?


Da carne ao tofu, cada alimento tem sei umpacto na seara da geração de carbono.

O relatório Impacto Ambiental da Alimentação mostra as emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE) na cadeia de produção de diferentes alimentos:





  • 1kg carne de boi ⇪ 60kg de GEE;

  • 1kg de cordeiro ⇪ 20kg de GEE;

  • 1kg de aves/suínos ⇪ 7kg de GEE.

Já os alimentos de origem vegetal emitem bem menos carbono e metano:


  • Em média, 1kg de comida para 1kg de emissão de GEE.



O tema, aliás, foi abordado durante o Meeting Brasileiro de Nutrição e Estética (MBNE), pela nutricionista Aline David, que levou como exemplo de estratégia para que nutricionistas posam adotar o consumo consciente em suas práticas clínicas e, assim, darem um passo possível no combo sustentabilidade + nutrição.


Este outro gráfico abaixo mencionado pela profissional, aponta que até mesmo as proteínas vegetais de maior impacto tem menos impacto do que qualquer uma animal. Ou seja, mais uma motivação para aderir a uma dieta vegetariana\vegana.





A escolha da proteína não pode passar apenas pelo valor nutritivo. Embora, nesse quesito, as opções vegetais nem fiquem para trás. Mas elas ganham até quando incluímos a escolha de impacto positivo. Mais um argumento veggie.



Comments


bottom of page